AtualidadeCrime

Militar vendia estupefacientes na Unidade de Toxicodependências e Alcoolismo do Hospital das Forças Armadas

Um homem, militar da Marinha Portuguesa, foi detido em flagrante delito, pelo crime de tráfico de estupefacientes agravado.

O arguido foi presente a tribunal pelo Ministério Público de Almada, para primeiro interrogatório judicial, após o qual lhe foram aplicadas como medidas de coação a obrigação de apresentações periódicas diárias, proibição de contactos com e de permanecer/frequentar locais conotados com o tráfico e ou consumo de estupefaciente.

«Existem fortes indícios de que o arguido, militar da Marinha Portuguesa, se dedicava à compra de produto estupefaciente para posterior venda a terceiros, entre os quais militares da Marinha que se encontravam em tratamento contra a dependência de produtos estupefacientes na Unidade de Tratamento Intensivo de Toxicodependências e Alcoolismo do Hospital das Forças Armadas» refere a acusação a que o Diário do Distrito teve acesso.

As autoridades realizaram ainda buscas domiciliárias à residência do arguido, durante as quais foram apreendidas mais de 250 gramas de cocaína e haxixe.

A investigação prossegue sob a direção do Ministério Público da secção de Almada do DIAP da comarca de Lisboa, coadjuvado pela Polícia Judiciária Militar.


Sabia que o Diário do Distrito também já está no Telegram? Subscreva o canal.
Já viu os nossos novos vídeos/reportagens em parceria com a CNN no YouTube? Inscreva-se no nosso canal!
Siga-nos na nossa página no Facebook! Veja os diretos que realizamos no seu distrito
Siga-nos no Feedly, carregue em seguir (follow)

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *