Mestres da Soflusa marcam nova greve entre 3 e 7 de junho

A Fectrans anunciou uma nova greve parcial dos mestres da Soflusa entre 3 e 7 de junho e estão ainda a equacionar uma greve de 24 horas, em 12 de junho.

0
252
Tempo de Leitura: < 1 minuto

Os mestres da Soflusa voltaram hoje a aderir na totalidade à greve parcial e, perante a falta de entendimento com a empresa de transporte fluvial, foi anunciada uma nova paralisação entre 3 e 7 de junho, informou fonte sindical.

Segundo a Fectrans os trabalhadores estão a equacionar uma greve de 24 horas, em 12 de junho.

Naquele que é o segundo e último dia de greve parcial, de três horas por turno, a totalidade dos mestres aderiram ao movimento, ou seja, 21 trabalhadores, sendo que três deles se encontram de baixa médica.

Contactada pela Lusa, a empresa de transporte fluvial entre o Barreiro e Lisboa referiu só conseguir precisar os dados sobre a adesão e ligações suprimidas no final da manhã.

O serviço da Soflusa esteve hoje interrompido entre as 06h30 e as 09h30 e, segundo José Lourenço, da Comissão de Utentes dos Serviços Públicos do Barreiro (CUSPAS), verificou-se uma diminuição dos passageiros em espera do primeiro barco, em comparação com quinta-feira.

Na quarta-feira, depois de uma reunião entre os sindicatos e o secretário de Estado Adjunto e da Mobilidade, José Mendes, a Fectrans anunciou que as negociações na empresa vão ser reabertas.

DEIXE UMA RESPOSTA

Insira o seu comentário
Nome