Mergulhadores da Marinha inativaram engenho em Troia

Durante a tarde de hoje a equipa de prontidão de inativação de engenhos explosivos do Destacamento de Mergulhadores Sapadores Nº 1 (DMS1) da Marinha foi ativada na sequência do avistamento de um possível engenho explosivo em Troia.

0
349
Imagem ilustrativa
Tempo de Leitura: 1 minuto

​Cerca das 17h30 da tarde deste domingo, um cidadão detetou um engenho numa praia interior de Troia, situada no rio Sado, a montante do terminal dos ferriboats.

O alarme chegou ao Comando-local da Polícia Marítima de Setúbal, que de imediato solicitou apoio à Marinha para que fosse empenhada uma equipa de inativação de engenhos explosivos dos Destacamento de Mergulhadores Sapadores Nº1 (DMS)

O local foi isolado pela Polícia Marítima enquanto a equipa do DMS1 realizou a identificação e neutralização do engenho fumigeno utilizado em ambiente marinho para sinalização de posições ou áreas de interesse.

A Marinha alerta para o perigo inerente a este tipo de engenhos que, devido à confluência de diversas rotas marítimas e aéreas, é encontrado com alguma frequência na costa portuguesa e requer precauções no seu manuseamento, podendo ser extremamente perigoso devido à sua composição, que causa queimaduras graves se em contacto com a pele.

Qualquer avistamento deverá ser sempre relatado à Autoridade Marítima Nacional.

Em Fevereiro deste ano, a Marinha Portuguesa inactivou dois engenhos explosivos a sul da barra do Porto de Setúbal, conforme o Diário do Distrito noticiou.

DEIXE UMA RESPOSTA

Insira o seu comentário
Nome