Opinião

Medidas sob ignorância 

Uma crónica de Pedro Dias.

Mais uma vez existe por parte do governo uma infeliz medida covid, que apesar de fazer algum sentido, é acompanhada de uma total ausência de planeamento.

O pedido de certificado Covid para certos eventos/restaurantes/hotelaria, pode ajudar a prevenir casos e ajuda na testagem. O que não se admite (muito menos do nosso governo) é que nos imponham estas medidas numa quinta-feira, para implementar n sábado a seguir, para depois na segunda-feira voltar tudo á normalidade.


Alguns pontos questionáveis:

1 – O vírus só actua ao fim de semana? Durante a semana não se pedem testes e certificados porque o mesmo está a descansar na praia? Ou existe uma preocupação só pelo simples facto de se pensar que a população não usa estes serviços durante a semana? Se assim fosse, a nossa economia á base deste tipo de serviços só existia no fim de semana.

2- Que informação é passada á população em geral? No caso da hotelaria e restauração que não usa internet, que medidas são utilizadas para os ajudar a perceber o que fazer e como se comportarem com os clientes? Ou pensam que as tascas/restaurantes mais tradicionais andam a fazer ou a pedir testes ao cliente que ali vai todos os dias?

E o próprio cliente? Muitos não souberam da medida, ou não estão vacinados ou simplesmente não querem ser testados e estão no seu direito.

3- Porque não pedir estas medidas para quem usa os transportes públicos? Visto que muitos são utilizados com a capacidade máxima e sem distanciamento? Ou esta medida não é fazível pois então o país parava por completo?

 4- Será que o próximo passo será proibir a praia e outras actividades lúdicas, caso não estejamos em conformidade com o pensamento do governo? (No estrangeiro já estão a vacinar á força certo tipo de profissionais e é um pequeno passo até fazerem o mesmo para a população geral.)

Atenção, não sou negacionista, mas também não sou ilógico. A minha liberdade pessoal começa onde a de outros acaba (e vice versa) e por isso penso que as medidas devem ser, ainda que impostas, mas com o devido respeito á liberdade de outros, e numa cidade onde vivemos de turismo e restauração, onde muitos restaurantes se veem em dificuldades durante este período covid, teremos que pensar mais uma vez, estas medidas ficam bem no papel, não na vida real.


Sabia que o Diário do Distrito também já está no Telegram? Subscreva o canal.
Já viu os nossos novos vídeos/reportagens em parceria com a CNN no YouTube? Inscreva-se no nosso canal!
Siga-nos na nossa página no Facebook! Veja os diretos que realizamos no seu distrito
Siga-nos no Feedly, carregue em seguir (follow)


Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado.