AtualidadeBarreiro

Médicos querem pedido de desculpa da Provedora da SCM do Barreiro

Sindicato Independente dos Médicos (SIM) enviou uma carta à provedora da Santa Casa da Misericórdia do Barreiro com duras críticas

- publicidade -

O Sindicato Independente dos Médicos (SIM) enviou uma carta à provedora da Santa Casa da Misericórdia do Barreiro onde lamenta as falsas declarações emitidas por esta responsável «de que os médicos de família do Aces Barreiro se teriam recusado a ver doentes no lar da Santa Casa da Misericórdia do Barreiro».

O SIM exige por isso «um pedido de desculpas público pelo ataque que dirigiu aos médicos e que não os insulte e que respeite os direitos».

Em comunicado enviado às redações, o Sindicato questiona a provedora: «Não deveria V. Exª., num lar que até segundo consta ter vários médicos, ter elaborado um plano de contingência em tempos de Covid, em que não estivessem todos em simultâneo de férias?

As férias são aprovadas superiormente pelo que a provedora, na ótica do SIM, não pode estar a solicitar ao SNS recursos que não tem.»

O Sindicato frisa ainda que «os médicos de família têm um acordo coletivo de trabalho, onde consta a obrigatoriedade do seu local de trabalho, que decerto não passa pela deslocação aos lares, porque esse acordo sobreleva um mero despacho».

Segundo o SIM, «os médicos de família estiveram desde a primeira hora na linha da frente do combate à epidemia, e muitas vezes lutaram quer por um simples equipamento de protecção, quer pela existência de condições de assistência segura para doentes e profissionais», destaca também a carta assinada por Nuno Rodrigues, Secretário Regional do SIM Lisboa e Vale do Tejo.

O SIM considera que os profissionais «foram, sem hesitar, para os centros de atendimento a doentes com Covid, expondo-se a si e às suas famílias e acompanharam os milhares de doentes não hospitalizados com Covid ao mesmo tempo que tentaram acompanhar os seus utentes».

Artigos Relacionados

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Botão Voltar ao Topo

Permita anúncios

Detetámos que utiliza um bloqueador de anúncios.
Apoie o jornalismo sério e considere desativá-lo para o nosso site.
Saiba como desactivar: carregue aqui