DestaqueDistritoDistrito SetúbalSociedade

Médico que deixou bebé nascer sem rosto tem quatro processos na Ordem

- publicidade -

Este é mais um caso a juntar aos quatro no curriculum do médico obstreta que deixou nascer um bebé com malformação graves e negligentes. O Correio da Manhã dá conta que no passado dia 7 de outubro no Hospital de São Bernardo, em Setúbal, nasceu um bebé sem olhos, nariz e parte do crânio.

A mãe que era seguida por um obstetra de uma clinica privada, também na cidade de Setúbal, terá realizado várias ecografias, mas sem que o médico informasse dessas malformações que o bebé poderia trazer quando nascesse.

A Ordem dos Médicos e o Ministério Público já receberam a queixa dos pais de Rodrigo, o bebé que tinha possibilidades de morrer passadas poucas horas do seu nascimento, o que não se verificou, e Rodrigo já conta com 10 dias de nascido.

O obstetra já conta com cinco queixas na Ordem dos Médicos. O processo está em fase de investigação pelo Ministério Público de Setúbal, onde os pais pedem a condenação do médico por negligência grosseira.


Artigos Relacionados

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Botão Voltar ao Topo