AtualidadecoronavírusPaís

Médico aponta dedo à atitude do Governo perante situação do covid-19

publicidade

Foi este domingo que o médico Roque da Cunha em declarações ao CMTV apontou fortemente o dedo à atitude do Governo. O profissional de saúde disse que o Governo anda a dar uma ideia de que está tudo bem e por isso os portugueses não estão a cumprir com o desconfinamento gradual, mas sim com o desconfinamento rápido.

Roque da Cunha salientou que “quando tudo está bem vem logo o Governo apanhar os louros. Quando as coisas estão mal a culpa é sempre dos portugueses, dos bairros, dos cafés e afins”. O médico acabou por dar uma informação de um utente que foi contactado pelos profissionais de saúde que o acompanham, pois está infetado, e quando atendeu a chamada disse que andava a passear fora da sua habitação. Para Roque Cunha é importante que o Governo não passe a sensação de que está tudo bem e que a covid-19 já foi embora. Deu o exemplo que a polícia deverá de intervir na maioria dos casos, como nas esplanadas cheias, nos ajuntamentos entre outros.

Pedindo a intervenção imediata da polícia em casos de incumprimento, deixando no ar que se não for feita uma fiscalização mais apertada que a situação pode ficar descontrolada.

 

Artigos Relacionados

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Botão Voltar ao Topo

Permita anúncios

Detetámos que utiliza um bloqueador de anúncios.
Apoie o jornalismo sério e considere desativá-lo para o nosso site.
Saiba como desactivar: carregue aqui