coronavírusEconomiaNacional

Mário Centeno garante que esta é ‘uma crise temporária’

publicidade

O ministro das Finanças, Mário Centeno, deu esta tarde outra declaração ao país na qual frisou que “vivemos uma situação sem precedentes, que se coloca a todos, mas que é temporária. E sendo temporária esta crise deve ser encarada também dessa forma.

Vencido o desafio sanitário, a retoma da economia será o próximo desafio, mais um, e para o qual estamos todos a trabalhar também neste momento.”
O ministro das Finanças lembrou ainda a situação que o país viveu com a crise económica com a entrada da troika “e que foi possível ultrapassar, mas também foi algo que nos preparou para esta situação”.

Para Mário Centeno “teremos curtos meses de crise, sobretudo a partir do terceiro trimestre do ano, porque toda esta crise não se vai dissipar no primeiro dia que retomarmos a normalidade, mas as empresas, Estado e famílias têm  de estar concentradas no que podem vir a ter de fazer”.

Sobre o Orçamento de Estado que “previsivelmente” irá entrar em vigor no dia 1 de Abril, garantiu que este tem “margens de acomodação para gerir a execução orçamental”.

Artigos Relacionados

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Botão Voltar ao Topo

Permita anúncios

Detetámos que utiliza um bloqueador de anúncios.
Apoie o jornalismo sério e considere desativá-lo para o nosso site.
Saiba como desactivar: carregue aqui