Atualidade

Marinha e a Autoridade Marítima Nacional alertam para o agravamento da agitação marítima

- publicidade -

A Marinha e a Autoridade Marítima Nacional alertam para o agravamento da agitação marítima nos próximos dias, a partir desta terça-feira, situação que se irá manter até às 12h00 da próxima quinta-feira, dia 17 de dezembro.

O IPMA colocou sob aviso amarelo os distritos do Porto, Faro, Viana do Castelo, Setúbal, Lisboa, Leiria, Beja, Aveiro, Coimbra e Braga por causa da agitação marítima forte com ondas de noroeste, que podem atingir desde os 4 a 5 metros. As horas de maior preocupação são entre as 9h00 e as 18h00 de terça-feira e a partir das 21h00 horas de quarta-feira.

​​​A agitação marítima será caracterizada por ondulação proveniente do quadrante Noroeste, com altura significativa que poderá atingir os cinco metros e altura máxima de nove metros, com período médio a variar entre 13 e 15 segundos.

A intensidade do vento poderá ser em média superior a 65 Km/h, com rajadas superiores a 90 Km/h, provenientes do quadrante Sudoeste.

A Marinha e a Autoridade Marítima Nacional recomendam a toda a comunidade marítima e à população em geral um estado de vigilância permanente no mar e nas zonas costeiras, e alertam que os cuidados devem ser redobrados, tanto na preparação de uma ida para o mar, como quando estão no mar ou em zonas costeiras.

Para além disso, recomenda-se, sobretudo nas regiões costeiras Norte e Centro reforçar a amarração e manter uma vigilância apertada das embarcações atracadas e fundeadas; evitar passeios junto ao mar, de onde se destacam os molhes de proteção dos portos e junto à orla costeira, nas arribas e nas praias, bem como a prática de atividades lúdicas nas zonas expostas à agitação marítima.

Desaconselha-se vivamente a pesca lúdica, em especial junto às falésias e zonas de arriba nas frentes costeiras atingidas pela rebentação das ondas, tendo sempre presente que nestas condições o mar pode facilmente alcançar zonas aparentemente seguras.

Reveja o debate com os candidatos à CM Alcochete

Artigos Relacionados

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Botão Voltar ao Topo