Máquina de Memórias no Museu do Papel em Santa Maria da Feira

No âmbito das Jornadas Europeias do Património, a Máquina de Memórias do artista plástico Patrick Hubmann, apresentada ao público pela primeira vez no Festival Imaginarius, será exposta, a partir de amanhã, 27 de setembro, no Museu do Papel Terras de Santa Maria

FOTO: João Pedro Azevedo
publicidade
Tempo de Leitura: < 1 minuto

Máquina de Memórias reúne as memórias de uma comunidade composta por 140 mil feirenses. Através de 120 participantes, dos 17 aos 101 anos de idade, partilham-se objetos, histórias, vivências e saber-fazer que traduzem a memória individual e coletiva. As memórias foram materializadas com a construção da máquina que apresenta uma estrutura com carril onde pequenos carrinhos se movem transportando objetos. Cada objeto tem um código que corresponde a um vídeo e o seu movimento despoleta a exibição da memória respetiva.

A instalação é do artista plástico Patrick Hubmann, em colaboração com Vera Alvelos, Ricardo Falcão e João Miguel Ferreira, e foi exibida pela primeira vez durante o Festival Imaginarius, inserida no projeto 140 mil memórias. Depois do Mercado Municipal e Museu Convento dos Lóios, chega a vez do Museu do Papel Terras de Santa Maria, em Paços de Brandão, ser casa temporária da obra, de 27 de setembro a 17 de novembro, com visita gratuita.

A iniciativa está inserida nas Jornadas Europeias do Património, que decorrem este fim-de-semana e às quais o Museu do Papel se associa, celebrando o tema deste ano ‘Património nas Artes e no Lazer’. O evento cultural pretende destacar “as muitas facetas do património ligadas às artes como fonte de entretenimento, que nos permitem a todos viver outras dimensões da vida quotidiana, apropriando-nos de uma parte da cultura, tornando-nos autores, especialistas, guardiões e protagonistas”.

publicidade

DEIXE UMA RESPOSTA

Insira o seu comentário
Nome