Famosos

Manuel Maria Carrilho absolvido do caso de violência doméstica contra Bárbara Guimarães

publicidade

Manuel Maria Carrilho foi absolvido do crime de violência doméstica contra Bárbara Guimarães, pela terceira vez e diz que se sente “um mártir de falsas acusações”.

“Naturalmente que estou satisfeito. É a terceira vez que sou acusado e é a terceira vez que sou absolvido. Para mim é incompreensível a constante perseguição do Tribunal da Relação a mim neste caso”, adianta à imprensa.

“Todos conhecemos a situação sobre os sorteios do Tribunal da Relação. A pessoa responsável por este processo já me saiu três vezes entre dezenas de possíveis responsáveis,  acompanhada por outro possível responsável que já saiu quatro vezes. É uma milagrosa coincidência. São factos”, completa.

A absolvição, para o antigo ministro, “mostra que o Tribunal da Relação se encontra refém de cumplicidades, fanatismos e indícios da maior gravidade na defesa dos direitos dos cidadãos. Ao fim de sete anos, foi provado que houve um plano com base nas testemunhas que aqui vieram para urdir esta grave acusação. Sinto-me um mártir de falsas acusações e uma falsa vítima que arrasta este processo com a cumplicidade do Tribunal da Relação, fazendo de mim e dos meus filhos mártires”.

O ex marido de Bárbara Guimarães não podia estar mais satisfeito com o resultado: “Este é o processo principal. Pela terceira vez me acusaram e pela terceira vez sou absolvido. Fico sempre satisfeito quando vejo que se faz justiça”.

Artigos Relacionados

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Botão Voltar ao Topo

Permita anúncios

Detetámos que utiliza um bloqueador de anúncios.
Apoie o jornalismo sério e considere desativá-lo para o nosso site.
Saiba como desactivar: carregue aqui