Parceiros
Mundo

Manifestantes na Lituânia e na Geórgia homenageiam ucranianos assassinados

- publicidade -

Frente à embaixada alemã em Vilnius, Lituânia, mais de 50 pessoas protagonizaram uma homenagem e protesto, deitando-se na rua e fingindo estar mortos, imitando as posições dos cadáveres que foram encontrados em cidades ucranianas.

O protesto, que decorreu esta quarta-feira, ocorreu frente à Embaixada da Alemanha, para protestar contra os crimes de guerra russos na Ucrânia e a responsabilidade da Alemanha no apoio à Federação Russa.

Homenagem em Vilnius

Uma homenagem semelhante teve lugar hoje frente ao Parlamento de Tbilisi, na Geórgia, uma antiga república soviética, dedicada aos moradores assassinados de Bucha, na Ucrânia.

O governo georgiano apoia a Federação Russa, não impôs quaisquer sanções, mas tal não significa que a população da Geórgia pense de igual forma.

Esta quarta-feira, também em Vilnius, na Lituânia, o lago perto da embaixada russa ficou vermelho, representando o sangue derramado na Ucrânia.

Ao jornal Delfi.ru, o representante da polícia do distrito de Vilnius, Yulia Samorokovskaya, disse que esta era uma ação de protesto acordada com os inspetores de proteção da natureza, uma vez que a ação foi realizada com tinta não prejudicial a animais e plantas.

O porta-voz do município, Paulius Vaitekenas, disse que se tratava de uma performance artística, destinada a chamar a atenção do mundo para os crimes de guerra da Rússia, e confirmou também que a tinta utilizada é semelhante à usada para pintar as águas de Vilnale de verde no Dia de São Patrício.

Durante a apresentação, a nadadora Ruta Meilutyte nadou pelo lago vermelho.

Lago frente à embaixada russa em Vilnius – DR – Delfi.ru


Sondagem | Tem condições para acolher refugiados ucranianos em sua casa?
VOTE AQUI!
Sabia que o Diário do Distrito também já está no Telegram? Subscreva o canal.
Já viu os nossos novos vídeos/reportagens no YouTube? Inscreva-se no nosso canal!
Siga-nos na nossa página no Facebook! Veja os diretos que realizamos no seu distrito

Escreva um comentário