Famosos

Malato diz que perder “uma vida agitada e com algum glamour” o levou a um “poço da morte” pela depressão

José Carlos Malato admite que viveu o confinamento em depressão e precisou mesmo de ser acompanhado por um psiquiatra, uma vez que “estava habituado a uma vida agitada e com algum glamour” e que, do nada, ficou em casa, apenas com os seus cães.

“Pessoalmente, passei por altos e baixos. Tive ali uma fase difícil. Procurei ajuda. Sentia-me muito deprimido, sem vontade, desmotivado. Fiquei muito em casa, durante o confinamento. Estava só com a minha família mais próxima. Depois, veio um verão cheio de trabalho, com as galas das ‘7 Maravilhas de Portugal’ e, aos poucos, as coisas foram andando e melhorando”, partilhou à Flash.

O apresentador recorreu a ajuda especializada: “Passei mal, a depressão bateu-me forte. Sentia-me mesmo muito deprimido. Depois, procurei ajuda de um psiquiatra e de um terapeuta. Como gosto muito de terapias alternativas, fiz uma consulta de psiquiatria, onde fui seguido durante pouco tempo. Havia coisas que era preciso falar e com as quais não estava a saber lidar. Continuei a viver, mas sabia que não estava bem, sabia que precisava de ajuda. Hoje, faço terapias alternativas, como a medicina quântica, e melhorei bastante. Não estava a conseguir dormir e hoje já consigo ter uma vida normal. Deito-me cedo e acordo cedo. Agora já passou. Mas foi difícil.”

A depressão afetou a alimentação: “Tive que reaprender tudo, desde a alimentação. Agora, faço jejum intermitente, emagreci nove quilos. Já estava a comer muito e aquilo era um poço da morte. Hoje, já tenho uma vida mais regrada. Estava a ficar com os valores descontrolados. Fiz exames de cardiologia e começou tudo a apitar. Agora, tenho mais cuidados com a alimentação.”

Mas com a ajuda médica e dos cães recuperou: “Foram eles a minha salvação. Mas já estou ótimo. Sinto-me bem e estou de novo entusiasmado com o futuro”, concluiu.



Sabia que o Diário do Distrito também já está no Telegram? Subscreva o canal.
Já viu os nossos novos vídeos/reportagens em parceria com a CNN no YouTube? Inscreva-se no nosso canal!
Siga-nos na nossa página no Facebook! Veja os diretos que realizamos no seu distrito
Siga-nos no Feedly, carregue em seguir (follow)


Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado.