Crime

Mãe e filha lucram 60 mil euros de baixas médicas sem trabalharem

- publicidade -

As mulheres, mãe e filha, foram acusadas do crime de burla tributária pelo esquema de baixas médicas fraudulentas.

O esquema de burla à Segurança Social gerou um lucro 60 mil euros em baixas médias para as duas.  

A filha era indicada como gerente de uma fábrica têxtil em São Martinho de Sande, Guimarães, mas nunca lá trabalhou. Já a mãe que era de facto a gerente, foi inscrita como trabalhadora e nessa condição solicitar várias vezes o subsídio de doença.

Artigos Relacionados

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Botão Voltar ao Topo

Permita anúncios

Detetámos que utiliza um bloqueador de anúncios.
Apoie o jornalismo sério e considere desativá-lo para o nosso site.
Saiba como desactivar: carregue aqui