Famosos

Mãe de Angélico Vieira vê negada indemnização de 100 mil euros pelo Tribunal Relação do Porto

- publicidade -

A mãe de Angélico Vieira recebeu uma decisão favorável, na primeira instância judicial de Matosinhos, a 22 de novembro de 2019, contra os acusados do crime de falsificação de documentação da compra e venda de duas viaturas do cantor das marcas Ferrari e Audi.

O dono de um ‘stand’ da Póvoa de Varzim e a sua ex-mulher eram acusados da prática dos crimes de falsificação de documento, burla agravada e abuso de confiança agravado, no decurso do acidente que vitimou o cantor.

A acusação imputava aos dois arguidos a falsificação de documentos para se apoderarem de um Ferrari e um de Audi da propriedade de Angélico Vieira, com o intuito de simular a venda do BMW que ceifou a vida do cantor.

No entanto, o Tribunal da Relação do Porto rejeitou a indemnização de 100 mil euros que teria de ser paga à mãe artista.

Os juízes no acórdão que a agência Lusa teve consideram a “ilegitimidade da demandante [a mãe do cantor] para peticionar a indemnização”. 

O advogado dos acusados, Pedro Marinho Falcão, disse ainda que na decisão do acórdão ficou “demonstrado o equívoco quanto a participação dos arguidos numa suposta burla em que assentava a construção do processo”.

Artigos Relacionados

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Botão Voltar ao Topo

Permita anúncios

Detetámos que utiliza um bloqueador de anúncios.
Apoie o jornalismo sério e considere desativá-lo para o nosso site.
Saiba como desactivar: carregue aqui