Parceiros
Atualidade

Macron volta a exigir cessar-fogo imediato. Putin acusa Ucrânia de “crimes de guerra”

- publicidade -

O Presidente francês, Emmanuel Macron, exigiu hoje a Vladimir Putin um cessar-fogo imediato na Ucrânia.

Numa conversa telefónica, Emmanuel Macron “exigiu novamente o respeito imediato de um cessar-fogo”, enquanto Vladimir Putin acusou Kiev de “numerosos crimes de guerra”.

De acordo com a Presidência francesa, o telefonema durou cerca de 70 minutos e Macron expressou a sua “extrema preocupação” com a situação em Mariupol, uma cidade no sudeste da Ucrânia bombardeada pelo Exército russo.

Já o Kremlin disse em comunicado que Putin “chamou a atenção para os numerosos crimes de guerra cometidos diariamente pelas forças de segurança e nacionalistas ucranianos”.

O Presidente russo assegurou que “as forças armadas russas estão a fazer todo o possível para preservar a vida de civis”, informação que a Ucrânia desmente, acusando que as tropas russas têm dificultado o auxílio a cidades cercadas e que os ataques continuam a ter alvos civis.


Sondagem | Tem condições para acolher refugiados ucranianos em sua casa?
VOTE AQUI!
Sabia que o Diário do Distrito também já está no Telegram? Subscreva o canal.
Já viu os nossos novos vídeos/reportagens no YouTube? Inscreva-se no nosso canal!
Siga-nos na nossa página no Facebook! Veja os diretos que realizamos no seu distrito

Escreva um comentário