Justiça
Em Destaque

Luta marcada acaba com morte de menor na Amadora

Foi através das redes sociais que grupos rivais marcaram um ajuste de contas na estação da Amadora. Os confrontos começaram a poucos metros do local da morte de um jovem, cinco de cada lado e alguns com as facas na mão.

publicidade

Bastaram três golpes profundos para tirar a vida ao menor de 16 anos que acabou por morrer na passada quinta-feira na estação da Amadora.

Marcelo Filipe Correia, de 16 anos, foi morto com três facadas feitas por uma faca de cozinha, numa rixa entre grupos rivais e combinada com antecedência nas redes sociais, após um desentendimento entre rivais de bairros.

A vítima tombou numa rampa de acesso à plataforma da estação de comboios da Amadora. As autoridades até ao dia de ontem procuravam o homicida e os cúmplices que estão em fuga.

Segundo testemunhos, o grupo que viajavam numa composição que fez a ligação entre Sinta-Oriente, terá saído naquela estação já com as facas na mão, quando tudo aconteceu, a barafunda aconteceu com outro grupo da Amadora, Marvila e Chelas que esperava esse vindo da região de Queluz, e o confronto de imediato aconteceu, levando a que Marcelo Correia fosse atingido com três facadas na região dorsal.

Fonte da PSP adiantou que quando chegou ao local, encontrou a vítima inanimada e a esvair-se em sangue. O socorro médico foi de imediato acionado, que na sua chegada ainda tentaram reanimar o jovem, não havendo mais nada a fazer e o jovem futebolista acabava por ser dado como morto no local.

A PSP montou rapidamente um perímetro de segurança em redor da estação, mas não conseguiram detetar os agressores nem a arma do crime na quinta-feira.

O jovem homicida, com 17 anos de idade, acabou por se entregar na esquadra da PSP este sábado de madrugada, acompanhado por um advogado.

O jovem confesso ficou em prisão preventiva onde vai aguardar julgamento. A PJ de Lisboa continua a investigação, pois existem mais cúmplices do crime.

Casos com agressão combinados pelas redes sociais

Pinhal Novo

O ano passado ficou marcado com a batalha campal em Pinhal Novo, no concelho de Palmela, quando dois Youtubers combinaram um confronto entre grupos do Barreiro e Setúbal num campo neutro. Esse campo foi a vila de Pinhal Novo, onde comerciantes foram alertados pelas autoridades a fecharem os estabelecimentos durante essa tarde

Costa da Caparica

Um jovem de 16 anos ficou ferido quando na tarde de 7 de setembro foi confrontado com uma rixa com outros menores na Costa da Caparica, Almada.

A vítima foi o Youtuber que esteve relacionado com a “guerra campal” no Pinhal Novo. Aqui ficou ferido com um golpe numa perna.

Artigos Relacionados

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Botão Voltar ao Topo

Permita anúncios

Detetámos que utiliza um bloqueador de anúncios.
Apoie o jornalismo sério e considere desativá-lo para o nosso site.
Saiba como desactivar: carregue aqui