CrimeSeixal

Lucas Paulo será julgado perante tribunal colectivo

- publicidade -

Lucas Paulo, de 24 anos, assassinou a mãe adoptiva na 2 de Novembro de 2020, na residência de ambos, em Aldeia de Paio Pires, Seixal, com um x-acto e uma faca de cozinha.

O Ministério Público requereu agora o julgamento, em processo comum e perante tribunal coletivo, pela prática de um crime de homicídio qualificado.

No acórdão a que o Diário do Distrito teve acesso, é referido que «com base na acusação, no dia 2 de novembro de 2020, o arguido, de 24 anos, filho adotivo da vítima, terá iniciado uma discussão na casa onde residiam.

Nessa altura, recorrendo a um x-ato, desferiu vários golpes no pescoço, braços e mãos da mãe adotiva.

A vítima, para tentar fugir das agressões e pedir ajuda, aproximou-se da janela, sendo seguida pelo arguido que aí lhe desferiu golpes nas costas.

Ainda conseguiu fugir novamente e ao chegar à cozinha, o arguido tirou duas facas da gaveta, desferindo diversos golpes no corpo da vítima.

Para evitar que alguém entrasse na habitação, o arguido trancou a porta e encostou moveis e eletrodomésticos. Depois, tomou banho, deixou as roupas que usava no quarto e saiu pela janela.»

Lucas Paulo encontra-se sujeito à medida de coação de prisão preventiva.

A investigação foi dirigida pelo MP do Seixal do DIAP da Comarca de Lisboa.

Artigos Relacionados

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Botão Voltar ao Topo

Permita anúncios

Detetámos que utiliza um bloqueador de anúncios.
Apoie o jornalismo sério e considere desativá-lo para o nosso site.
Saiba como desactivar: carregue aqui