Famosos

Lourenço Ortigão volta a criticar a TVI: “Não se aguenta.”“É uma forma de rentabilização…”

Lourenço Ortigão criticou a extensão da novela ‘Única Mulher’, em 2015, que de 200 acabou por ter mais de 500 episódios e  esteve duração de dois anos.

“Não há outra forma de dizer isto: não se aguenta. Não há forma de o fazer sem nos esgotarmos”, falou sem hesitar em declarações à revista E.

“Não queríamos isso, queríamos apenas o que está proposto: assumir os 200 episódios e ficar por aí. Começar, viver e terminar uma história. Às vezes, somos vítimas do nosso próprio sucesso com estes prolongamentos de segundas e terceiras temporadas. É uma forma de rentabilização”, continuou.

E terminou com mais críticas: “Foram 540 episódios de guião, ao ponto de eu ter morrido e ressuscitado na novela. Acabei com quatro filhas, que foram raptadas mais de dez vezes, não sei quantos tiros dei, não sei quantos tiros levei, não sei quantas vezes caí de uma ponte… É muito pesado. Não há forma de não ser extenuante”.



Sabia que o Diário do Distrito também já está no Telegram? Subscreva o canal.
Já viu os nossos novos vídeos/reportagens em parceria com a CNN no YouTube? Inscreva-se no nosso canal!
Siga-nos na nossa página no Facebook! Veja os diretos que realizamos no seu distrito
Siga-nos no Feedly, carregue em seguir (follow)


Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado.