LisboaPaís

Lisboa assinala centenário da validação da Teoria da Relatividade de Einstein

publicidade
A Teoria da Relatividade Geral, de Albert Einstein, foi confirmada com a observação de um eclipse total do Sol a 29 de maio de 1919.
Essa observação ocorreu em duas expedições científicas, uma no Sobral – Brasil, e outra na ilha do Príncipe, em São Tomé e Príncipe, que era na época uma colónia portuguesa e teve o apoio logístico do Observatório Astronómico de Lisboa (OAL).

Lisboa vai assinalar o acontecimento numa exposição no Museu de História Natural e da Ciência, em palestras no OAL e na Sociedade de Geografia e numa edição filatélica.

A exposição será inaugurada a 16 de maio terá painéis informativos sobre as duas viagens científicas, a resposta de Lisboa à expedição à ilha Príncipe e a Teoria da Relatividade Geral publicada em 1915.

De acordo com a agência Lusa, até 8 de setembro vão estar expostos no museu um telescópio da época, as chapas fotográficas obtidas na observação solar na ilha do Príncipe, o livro de visitas do OAL assinado pelos astrónomos que conduziram as expedições científicas e a correspondência trocada com o observatório astronómico português.

A Sociedade Portuguesa de Física vai dedicar o número de maio da sua revista, a Gazeta de Física, ao eclipse solar total de 1919.

As comemorações vão estender-se em Lisboa até 6 de novembro, data em que será lançado um livro de banda-desenhada com textos de Ana Isabel Simões e ilustrações de Ana Matilde Sousa.

Artigos Relacionados

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Botão Voltar ao Topo

Permita anúncios

Detetámos que utiliza um bloqueador de anúncios.
Apoie o jornalismo sério e considere desativá-lo para o nosso site.
Saiba como desactivar: carregue aqui