Lisboa

Linha circular do Metro de Lisboa em risco

A linha circular do Metro de Lisboa poderá nunca sair do papel, segundo admitiu o ministro do Ambiente e da Acção Climática, Duarte Cordeiro, e segundo reconheceu Ricardo Mexia, presidente da Junta de Freguesia do Lumiar, em declarações à TVI.

“O senhor ministro manifestou disponibilidade para rever aquilo que é a solução definitiva, ou seja, o que temos defendido: que a solução da linha circular não é uma boa solução para a cidade, nomeadamente para os cidadãos da maior freguesia, que é o Lumiar”, indicou Mexia, segundo o qual as obras para a linha circular, que arrancaram no início de Maio, geraram “um caos enorme na freguesia, que acaba por ser uma amostra daquilo que vai acontecer se a solução da linha circular for implementada”.

Recorde-se que as obras levaram ao encerramento das estações de Telheiras e da Cidade Universitária, o que obrigou a medidas extraordinárias por parte do Metro de Lisboa.

O Metropolitano de Lisboa anunciou “um conjunto de medidas para mitigar os constrangimentos causados com o encerramento provisório da estação Telheiras e do troço Campo Grande/ Cidade Universitária”, entre as quais a circulação de comboios com seis carruagens na linha Verde, no dia 20 de Junho, uma data que pode ser antecipada “caso existam condições operacionais para o efeito”.

A circulação entre Telheiras e Campo Grande, assim como entre o Campo Grande e Cidade Universitária (linha Amarela) vai estar interrompida até 7 de Julho, devido às obras de expansão já em curso. A inauguração da nova linha circular, que vai ligar a estação do Rato ao Cais do Sodré, está prevista para 2024.

Se a linha circular não sair do papel, há alternativas: uma linha em laço, garantiu Ricardo Mexia. Assim, a linha circular e a futura linha amarela tornam-se uma linha única em laço, que vai ligar as estações de Odivelas, Campo Grande, Rato, Cais do Sodré, Alameda, Campo Pequeno e Telheiras.


Sabia que o Diário do Distrito também já está no Telegram? Subscreva o canal.
Já viu os nossos novos vídeos/reportagens em parceria com a CNN no YouTube? Inscreva-se no nosso canal!
Siga-nos na nossa página no Facebook! Veja os diretos que realizamos no seu distrito

Deixe um comentário

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *