coronavírusDesporto

Liga quer adeptos nos estádios já na próxima época

- publicidade -

“É para os adeptos que estamos a lutar e a trabalhar, e tudo faremos para que a próxima época comece com eles. Sem eles, o futebol não existe, e estamos em conversações com a Direção-Geral de Saúde (DGS) e com o Governo”, disse o presidente da Liga Portuguesa de Futebol Profissional (LPFP), Pedro Proença, na conferência ‘Futebol Profissional e Economia Pós COVID-19’.

Segundo Pedro Proença, registaram-se “135 milhões de euros em perdas de receitas com a covid-19, que se justificam com a suspensão da Segunda Liga e os jogos à porta fechada na Liga NOS. Até março, estávamos com uma taxa de crescimento de 12%, mas a pandemia terá fortes impactos negativos”.

O Ministro da Economia e da Transição Digital, Pedro Siza Vieira, também esteve presente e alerta para que não sejam tomadas decisões precipitadas. “Queremos que o próximo campeonato se inicie e decorra até ao fim sem interrupções. O pior que podia acontecer seria tomarmos uma decisão de maior liberdade e mais tarde termos de voltar atrás”.

Para Pedro Siza Vieira “é tempo de encarar alguns problemas estruturais do futebol de forma mais decidida, vencendo constrangimentos que em tempos normais seríamos tentados a adiar. Estes tempos exigem determinação para verificar de que forma podemos construir uma economia mais resistente, empresas mais produtivas e competitivas”, referiu.

Artigos Relacionados

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Botão Voltar ao Topo

Permita anúncios

Detetámos que utiliza um bloqueador de anúncios.
Apoie o jornalismo sério e considere desativá-lo para o nosso site.
Saiba como desactivar: carregue aqui