Parceiros
Atualidade

Liberdade de imprensa ameaçada: Jornalistas independentes estão a deixar a Rússia

- publicidade -

Os jornalistas do último canal de notícias independente da Rússia estão a deixar o país, depois de a Rússia ter instituído um bloqueio digital contra o canal.


A Procuradoria-Geral do país emitiu na terça-feira uma ordem para restringir o acesso à TV Rain e a uma estação de rádio, a Radio Echo, também conhecida como Ekho Moskvy.


No dia seguinte, conforme relata a CNN, Portugal, o editor-chefe da TV Rain, Tikhon Dzyadko, anunciou no Telegram que ele e a família, juntamente com a equipa da redação, tinham deixado a Rússia.


“Após a ameaça contra alguns funcionários, tornou-se óbvio que a segurança pessoal de alguns de nós está em risco”, disse Dzyadko na quarta-feira.


“Enfrentamos uma ameaça real. Torna-se cada vez mais difícil trabalhar aqui”, disse a pivô Ekaterina Kotrikadze, esposa de Dzyadko.


“Estão a tentar obrigar-nos a passar a mesma mensagem que eles”, disse a pivô, acrecentando que “é impossível para nós trabalharmos assim.”


Recorde-se que a maioria dos meios de comunicação na Rússia cumpriu as ordens do Estado de seguir a linha editorial de Vladimir Putin que está a ordenar que não se chame “invasão” à invasão russa da Ucrânia e que não se use a palvra “guerra”, mas “operação especial”.


Em Washington, o porta-voz do Departamento de Estado, Ned Price, condenou o “encerramento de meios de comunicação independentes pelo Kremlin” face a um ataque “não-provocado e injustificável contra a Ucrânia.”


Sondagem | Tem condições para acolher refugiados ucranianos em sua casa?
VOTE AQUI!
Sabia que o Diário do Distrito também já está no Telegram? Subscreva o canal.
Já viu os nossos novos vídeos/reportagens no YouTube? Inscreva-se no nosso canal!
Siga-nos na nossa página no Facebook! Veja os diretos que realizamos no seu distrito

Escreva um comentário