Parceiros
AtualidadeDistritoLeiria

Leiria | Suspeito de violência doméstica no Bombarral aguarda julgamento em liberdade

- publicidade -

O Tribunal de Caldas da Rainha determinou hoje a medida de coação aplicada a um homem de 58 anos, suspeito de violência doméstica agradava sobre a mulher no Bombarral.

Numa nota de imprensa, o Ministério Público (MP) da Comarca de Leiria sustenta que o arguido vai aguardar julgamento em liberdade, mas proibido de contactar com a vítima.

“Sujeito às medidas de coação de proibição de contactar, por qualquer meio, com a vítima, com exceção do uso do telemóvel e de proibição de frequentar a morada da mesma, assim como à obrigação de apresentação, duas vezes por semana, perante a autoridade policial”, refere o juiz de instrução, presente a primeiro interrogatório judicial no Tribunal de Caldas da Rainha, em comunicado do MP.

O Tribunal dá conta que existem fortes suspeitas de que “o arguido molestou física, verbal e psicologicamente a vítima, com quem é casado”, no concelho do Bombarral.

A nota do MP sublinha que os factos indiciados foram cometidos ao longo de vários anos, por vezes de forma intermitente, até dezembro de 2021.

“Nessas circunstâncias, o arguido desferia bofetadas, murros, pontapés e pancadas com objetos na vítima, trancava-a em casa, insultava-a e dirigia-lhe ameaças de morte”, acrescenta o MP.

O quinquagenário já antes tinha sido condenado pela prática de um crime de sequestro, em relação à mesma vítima.

A investigação é dirigida pelo Ministério Público da 2ª Secção das Caldas da Rainha do Departamento de Investigação e Ação Penal de Leiria, com a coadjuvação do Núcleo de Investigação e Apoio a Vítimas Específicas (NIAVE) da GNR.


Sondagem | Tem condições para acolher refugiados ucranianos em sua casa?
VOTE AQUI!
Sabia que o Diário do Distrito também já está no Telegram? Subscreva o canal.
Já viu os nossos novos vídeos/reportagens no YouTube? Inscreva-se no nosso canal!
Siga-nos na nossa página no Facebook! Veja os diretos que realizamos no seu distrito

Escreva um comentário