AtualidadeInternacional

Lego vai remover estereótipos de género dos brinquedos

- publicidade -

Não prejudicar as crianças e não alimentar preconceitos.

São estes os argumentos da Lego para remover estereótipos de género dos seus brinquedos, após um estudo global, encomendado pela empresa dinamarquesa ao Geena Davis Instituto, para o Dia Internacional da Menina, no qual foi revelado que estes estereótipos alimentam preconceitos e são prejudiciais para as crianças.

A empresa emitiu um comunicado no qual promete «brinquedos mais inclusivos para que qualquer criança, independentemente da identidade de género, sinta que pode construir o que quiser».

Segundo a empresa, o estudo envolveu 7000 pais e crianças com idades entre os 6 e os 14 anos em países como a China, a República Checa, o Japão, a Polónia, a Rússia, o Reino Unido e os Estados Unidos.

Quanto aos resultados, estes apontam para que as assimetrias continuam e os investigadores descobriram ainda que, embora as meninas estejam cada vez mais confiantes e interessadas em todo o tipo de brinquedos e actividades criativas, permanecem presas aos estereótipos de género arraigados da sociedade à medida que envelhecem.

Já com os meninos, não existe tanto à-vontade para brincar e 71% referiram mesmo que temem ser ridicularizados se brincarem com o que descreveram como sendo ‘brinquedos para meninas’, um receio partilhado pelos pais e com possíveis consequências no futuro das crianças, nomeadamente na escolha profissional.

A Lego não indica concretamente o que vai mudar nos produtos, mas faz saber que entregou recentemente um manual de diversidade e inclusão às equipas de design de produto e de marketing da empresa.

Artigos Relacionados

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Botão Voltar ao Topo