Famosos

Leandro confirma violência e diz que agrediu o marido da ex: “‘quem vai à luta dá e leva’”

- publicidade -

Leandro falhou à audiência do julgamento, no dia 10 de maio, no Campus da Justiça, em Lisboa, por estar no “Big Brother”, no caso da alegada agressão do cantor ao marido de Sury Cunha, Cláudio Micael.

O cantor confirma a agressão, mas garante que irá avançar com um processo de difamação: “Hoje em dia as pessoas são livres de fazer queixas e dizer o que quer que seja. Depois, em tribunal, é que comprovamos se realmente é ou não é”.

Garantindo que faltou, mas fez-se representar por uma advogada: “Eu não sou uma peça fundamental no processo, por isso, é que existem os mandatários. Eu tive a minha representante, a minha advogada de muitos anos, que me representou neste caso.”

Mas o cantor afirma que Cláudio Micael no depoimento “pôs os pés pelas mãos”: “Foram postos os pés pelas mãos. Foi, claramente, mais uma das vezes, o nome Leandro é exposto na praça pública e, mais uma vez, existe uma audiência em que são postos os pés pelas mãos por parte das pessoas que acusam.”

Reafirmando: “Eu neste momento estou completamente tranquilo. As coisas não têm de correr bem nem correr mal, tem de ser a verdade. E eu sou apologista da verdade.”

Confirmando a agressão: “Nunca neguei de maneira alguma que não tivéssemos tido um envolvimento os dois, mas como se costuma dizer: ‘Quem procura acha’ e ‘quem vai à luta dá e leva’”.

“Como é óbvio, este senhor sabia e sabe que sou uma pessoa ligada às artes marciais, sabe que eu sou uma pessoa que, se calhar, tem mais anos de lutas do que propriamente de carreira musical. Sabia perfeitamente que ao procurar e ao fazer que lhe podia correr mal, mas também não me posso considerar um herói, porque eu também levei umas boas pancadas”, completou aos risos.

O tribunal já fez uma auditoria ao telemóvel do cantor: “Em tribunal, as coisas serão decididas a seu tempo. Eu não sou ninguém para estar a dizer o que quer que seja. Claramente que as provas estão todas expostas. Já foram mostradas várias mensagens do senhor onde me tratava mal, nunca houve resposta da minha parte. Já foi feita uma auditoria ao meu telefone, já foi feita prova contrária a toda a acusação que foi feita pela dita pessoa.”

Mostrando-se despreocupado: “Isso agora está na Justiça e eles irão resolver. E depois a partir daí irei tomar as minhas devidas precauções e irei avançar com o processo por difamação.”


Sabia que o Diário do Distrito também já está no Telegram? Subscreva o canal.
Já viu os nossos novos vídeos/reportagens em parceria com a CNN no YouTube? Inscreva-se no nosso canal!
Siga-nos na nossa página no Facebook! Veja os diretos que realizamos no seu distrito
Siga-nos no Feedly, carregue em seguir (follow)

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *