Atualidade

Justiça suíça quis a ajuda a Rui Pinto para investigar o presidente da FIFA

- publicidade -

O procurador Damian K. Graf, do cantão de Valais, na Suíça, pediu a Rui Pinto, via email, informações potencialmente incriminatórias sobre Gianni Infantino, presidente da FIFA, Gianni Infantino, no caso Football Leaks.

O hacker respondeu pela mesma via e acabou por aceitou colaborar, mas que o contacto teria de ser realizado através do seu advogado.

A investigação descobriu que o procurador Michael Lauber era “culpado de ter violado várias funções do cargo”, por ter reunido sem registo com Infantino por troes vezes.

Em causa está atribuição de vantagens indevidas ao magistrado suíço, Rinaldo Arnold, para se reuniu com Michael Lauber, a figura de topo do Ministério Público da Suíça Michael Lauber.

Os encontros com presidente da FIFA serviam alegadamente para fazer desaparecer uma investigação sobre a concessão de um contrato de direitos televisivos a uma empresa offshore.

 


Artigos Relacionados

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Botão Voltar ao Topo