PalmelaReportagem

Junta de Palmela assina protocolos com movimento associativo

- publicidade -

Em moldes diferentes dos habituais, decorreu este sábado mais uma cerimónia de assinatura de protocolos de cooperação entre a Junta de Freguesia de Palmela e quinze associações da freguesia.

«Hoje é um momento que repetimos anualmente, a atribuição de subsídios para apoiar desta forma a tradição palmelense que é o movimento associativo, ajudando a ‘manter de pé’ as associações da nossa freguesia, e assim ajudar a promover as suas actividades na área da cultura e do desporto” explicou ao Diário do Distrito o presidente da Junta, Jorge Mares.

“Habitualmente fazemos uma cerimónia com os representantes do movimento associativo da freguesia de Palmela, com momentos musicais e algum convívio, mas ainda não é possível voltarmos a esse registo devido à pandemia”, lamentou o autarca.

A Junta de Freguesia de Palmela atribuiu com estes protocolos um valor total de 42.500 mil euros, “que são divididos consoante o tipo de abrangência, até porque nem todas são iguais, há pequenas associações, outras com algum peso e aquelas grandes, como a Associação Humanitária dos Bombeiros Voluntários de Palmela, que recebe a maior fatia.

Este é o nosso contributo para que este movimento associativo na nossa freguesia não desfaleça, que se consiga manter de pé, sobretudo em tempos de crise, sempre muito mais difíceis para os dirigentes associativos.”

Jorge Mares relembra que “nesta pandemia, praticamente todas as associações estiveram encerradas, sem actividades e consequentemente, sem receitas. Mas as despesas mantiveram-se. E estes valores, tal como outros que lhes são atribuídos, são sempre bem-vindos porque ajuda a manter de pé este movimento associativo”.

Das quinze associações contempladas, o presidente da Junta ressalva uma “que foge um pouco ao âmbito da actividade associativa. Trata-se da Delegação de Setúbal da Ordem dos Advogados, porque a Junta presta um serviço gratuito à população de aconselhamento jurídico sempre que são solicitados por nós.”

Artigos Relacionados

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Botão Voltar ao Topo

Permita anúncios

Detetámos que utiliza um bloqueador de anúncios.
Apoie o jornalismo sério e considere desativá-lo para o nosso site.
Saiba como desactivar: carregue aqui