Parceiros
País

Julho será um mês muito, muito quente

Um episódio de calor extremo irá ocorrer nos próximos dias, e este poderá ser o calor mais intenso alguma vez registado em Portugal.

Esta segunda-feira começou com neblina no litoral, e nuvens altas, mas este alivio do calor terminará esta noite.


Uma depressão a Oeste, que poderia aliviar as temperaturas elevadas, não se consegue aproximar do território continental devido ao bloqueio anticiclónico.

As temperaturas podem vir a subir até aos 46/47.º C de máximo, mantendo-se pelo menos até ao dia 17 de Julho.

O tempo quente vai chegar ao litoral de partir desta noite, sendo que amanhã ao amanhecer estará certamente mais calor que esta tarde em alguns locais do litoral, e amanhã alguns locais que hoje têm apenas 20.ºC mais perto do mar, amanhã passam para os 40.ºC.

E as previsões para todo o mês de julho não são mais animadoras, porque se ocorrer um alívio entre os dias 17 e 18, o calor deverá regressar e manter-se praticamente durante todo o mês.

Esta situação coloca um risco máximo para a saúde publica e risco extremamente grave para incêndios, estamos a falar na possivelmente pior onda de calor da história em Portugal e não de 3 ou 4 dias como seria o normal.


Sabia que o Diário do Distrito também já está no Telegram? Subscreva o canal.
Já viu os nossos novos vídeos/reportagens em parceria com a CNN no YouTube? Inscreva-se no nosso canal!
Siga-nos na nossa página no Facebook! Veja os diretos que realizamos no seu distrito
Siga-nos no Feedly, carregue em seguir (follow)


Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado.