Parceiros
Portalegre

Jovens de todo o país no 9.ª Ciência Viva e Agência Espacial Europeia em Ponte de Sor

- publicidade -

A Câmara Municipal de Ponte de Sor acolhe, pela segunda vez, uma nova edição do CanSat Portugal, entre 5 e 8 de maio no Aeródromo Municipal.

Será a 9.ª edição da competição anual que, desde 2014 desafia alunos do ensino secundário de todo o país a lançar modelos funcionais de microssatélites, cujo sistema base (antena, bateria e sensores) está integrado num volume equivalente ao de uma lata de refrigerante (daí o nome “can”, lata em inglês).

O CanSat Portugal é um projeto educativo do ESERO Portugal, organizado pela Ciência Viva e pela Agência Espacial Europeia (ESA), onde as diferentes equipas, constituídas por 4 a 6 elementos, têm que elaborar um projeto completo como numa situação real, com todas as suas fases, integrar todos os seus componentes, testar o sistema, preparar para o lançamento e analisar os dados científicos obtidos.

Devem projetar um CanSat que seja capaz de sobreviver a um lançamento. Este pode ser feito através de um pequeno foguetão (até 1km de altitude), ou através de um avião, drone ou balão. Após o lançamento, durante a descida, o CanSat deve executar uma missão científica, comunicar os dados a um computador no solo e aterrar de forma segura. A missão inclui a análise dos dados recolhidos.

A equipa vencedora das quinze a concurso representará Portugal na final internacional.

A organização pretende que, este ano, já venha a realizar-se presencialmente dependendo da evolução da pandemia de SARS-CoV-2.

O júri que avaliará os projetos será composto por Ricardo Conde (presidente da Agência Espacial Portuguesa – Portugal Space), Rui Agostinho (professor auxiliar do departamento de Física da Faculdade de Ciências da Universidade de Lisboa e investigador do Instituto de Astrofísica e Ciências do Espaço), Eduardo Ferreira (vice-presidente da Agência Espacial Portuguesa – Portugal Space e chefe de Divisão da Manutenção da NAV), Agostinho Fonseca (professor auxiliar de sensores e sistemas do Instituto Superior Técnico), Duarte Cota (professor e coordenador do Núcleo de Programação e Robótica da Escola de Novas Tecnologias dos Açores – ENTA – e ex-participante como professor de edições anteriores da competição, tendo já sido campeão nacional e europeu) e Ana Noronha (diretora executiva da Ciência Viva).

Prevêem-se a atribuição dos seguintes prémios: melhor pontuação global – 1.º lugar e vencedor (representante de Portugal na European CanSat Competition); prémio para o melhor Desempenho Técnico; prémio para a melhor Missão Científica; prémio para a equipa mais profissional; prémio para a melhor Divulgação; Menção Honrosa (opcional).


Sondagem | Tem condições para acolher refugiados ucranianos em sua casa?
VOTE AQUI!
Sabia que o Diário do Distrito também já está no Telegram? Subscreva o canal.
Já viu os nossos novos vídeos/reportagens no YouTube? Inscreva-se no nosso canal!
Siga-nos na nossa página no Facebook! Veja os diretos que realizamos no seu distrito

Escreva um comentário