Santiago do Cacém

Jovem confessou prazer por assassinar tios à facada em Santiago do Cacém

Lourenço Fernandes confessou, no Tribunal de Setúbal, ter torturado e matado os tios adotivos, Guilherme e Eduarda, de 74 e 83 anos.

- publicidade -

Lourenço Fernandes confessou, no Tribunal de Setúbal, ter torturado e matado os tios adotivos, Guilherme e Eduarda, de 74 e 83 anos.

Os crimes aconteceram em Vila Nova de Santo André, em Santiago do Cacém, e remetem para maio de 2020. A descrição é chocante e o leitor que se prepare: O Correio da Manhã noticiou que o homicida, na altura com 17 anos (agora 18), contou através de cartas enviadas aos amigos que arrancou os olhos e as gargantas aos tios e a felicidade com que o fez.

Começou a ser julgado pelo duplo homicídio e profanação dos corpos na passada sexta-feira e confirmou tudo o que se passou. Após uma discussão com Eduarda, espancou e esfaqueou a tia até à morte enquanto esta se tentava defender. Aquele jornal refere ainda que Eduarda levou pelo menos seis facadas no corpo, três delas no pescoço.

Quando Guilherme chegou a casa foi também atacado pelo homicida, sofrendo seis facadas no tórax e mais três pelo resto do corpo. Despiu os cadáveres e cobriu com edredões após filmar e fotografar os corpos dos tios já sem vida. Passou a tarde a ver televisão e adormeceu ao lado dos cadáveres. À noite saiu com o carro dos tios e teve um acidente com os amigos, sendo depois detido pela GNR.


Artigos Relacionados

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Botão Voltar ao Topo