CrimeMundo

Jornalista condenado a 22 anos de prisão por alta traição contra o Estado Russo

- publicidade -

Um tribunal de Moscovo informou hoje que o jornalista e conselheiro da Empresa Espacial do Estado (Roscosmos), Ivan Safronov, foi condenado à pena de 22 anos de prisão, sendo o recurso apresentado pela empresa rejeitado.

“O veredito do Tribunal Municipal de Moscovo permanece inalterado, o recurso não é permitido”, declarou o tribunal, de acordo com documentos judiciais citados pela agência de notícias TASS.

De acordo com a Agência Lusa, ao abrigo do artigo sobre traição contra o Estado do Código Penal da Rússia, a sentença contra o jornalista é uma das mais pesadas na história moderna do país.

Safronov foi detido em julho de 2020, acusado de fornecer informações secretas a uma agência de informação da NATO. Segundo os procuradores, o jornalista trabalhava desde 2012 com os serviços secretos da República Checa, que intermediaram a entrega de conhecimentos relativos à cooperação militar e técnica do país, aos Estados Unidos.

O arguido continua a afirmar a sua inocência alusiva ao caso, rejeitando todas as acusações às quais está submetido.


Sabia que o Diário do Distrito também já está no Telegram? Subscreva o canal.
Já viu os nossos novos vídeos/reportagens em parceria com a CNN no YouTube? Inscreva-se no nosso canal!
Siga-nos na nossa página no Facebook! Veja os diretos que realizamos no seu distrito

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *