JMJ 2022 | Bispo de Setúbal apela a acolhimento “com dignidade e solidariedade”

0
161
Agência Ecclesia

D. José Ornelas, bispo de Setúbal, disse que a Jornada Mundial da Juventude (JMJ), que se realizam em Portugal em 2022, será uma oportunidade para os jovens portugueses acolherem outros “com dignidade, confraternidade e solidariedade”.

Em declarações à agência Lusa, o bispo disse que receber e organizar este evento é “uma alegria e uma grande responsabilidade”, uma vez que se espera cerca de um milhão de jovens em Portugal. Este número está estimado relativamente à JMJ realizada em Madrid – Espanha, presidida pelo Papa Bento XVI em 2011.

D. José Ornelas disse também que a diocese de Setúbal “está a preparar-se”, uma vez que “as [dioceses] vizinhas de Lisboa serão mais diretamente implicadas na logística, sobretudo no acolhimento” dos jovens que vêm participar neste encontro.

“Queremos que a nossa juventude seja um padrão de desenvolvimento para o futuro”, referiu o bispo, desejando que os jovens portugueses recebam os outros “com dignidade, confraternidade e solidariedade”.

Também o presidente da Câmara de Lisboa, Fernando Medina, apelou a que se fizesse de Lisboa “a capital do humanismo, da tolerância e da dignidade” em 2022. Para o autarca, a organização deste evento vai exigir uma “mobilização da área metropolitana” da capital, uma vez que a Jornada vai ter atividades e eventos em vários pontos da grande Lisboa.

A JMJ é considerada o maior evento organizado pela Igreja Católica, tendo sido uma iniciativa começada por João Paulo II no final dos anos 80. Tanto Bento XVI como o Papa Francisco mantiveram a tradição de estarem presentes nestes encontros de jovens a nível mundial.

Na tarde deste domingo, o líder da Igreja católica escreveu no Twitter: “Vão e testemunhem o que vocês viram e ouviram, não com muitas palavras, mas com gestos simples e quotidianos. Não sei se estarei na próxima JMJ, mas Pedro certamente estará lá e confirmará vocês na fé”.

DEIXE UMA RESPOSTA

Insira o seu comentário
Nome