TV e Cinema

Jessica Athayde admite que por estar “deprimida” na gravidez “ponderou abortar”

- publicidade -

Jessica Athayde foi mãe de Oliver, mas admitiu ao “Voz de Cama” que nem tudo foi fácil: “Foi super planeado, aconteceu muito rapidamente (…) nós tentámos durante um dia e no dia a seguir recebi uma proposta de trabalho que queria aceitar e parámos e eu já estava grávida, eu descobri com duas semanas“, começou por contar.

E enfrentou mesmo alguns problemas: “Eu planeei engravidar mas depois, a partir do momento em que estava grávida, estava profundamente infeliz (…). Além de não ter gostado de estar grávida, fiquei muito deprimida e vomitei 9 meses portanto fisicamente eu estava doente, foi uma doença para mim“.

Garantindo que fez terapia “duas vezes por semana”: “Eu ponderei abortar e eu tinha planeado aquela criança portanto o estado emocional em que fiquei pode levar a tomar decisões… e isto é grave e precisa de atenção (…), não é brincadeira nenhuma e tem que se falar de depressão na gravidez“.

“Só que pronto, a partir do momento que ele nasceu (…) olhei para ele e… e tu de repente não esqueces o que passaste mas já não é tão presente pelo menos sabes qual é o resultado final“, rematou.


Sabia que o Diário do Distrito também já está no Telegram? Subscreva o canal.
Já viu os nossos novos vídeos/reportagens em parceria com a CNN no YouTube? Inscreva-se no nosso canal!
Siga-nos na nossa página no Facebook! Veja os diretos que realizamos no seu distrito

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *