EconomiaPaís

Isilda Gomes afirma que a UE é autossuficiente na produção de alimentos mas que a pobreza está a aumentar no Continente

- publicidade -

A presidente da Comissão de Recursos Naturais (NAT) do Comité das Regiões, Isilda Gomes, declarou hoje que no Continente Europeu não há falta de alimentos, no entanto, a pobreza está a aumentar devido à inflação.

“A União Europeia é autossuficiente em matéria de alimentos, mas está confrontada com o aumento dos preços dos produtos alimentares e da energia, que estão a contribuir para a espiral da inflação”, alegou Isilda Gomes.

No decorrer da 152.ª sessão plenária do Comité das Regiões Europeu, a decorrer entre hoje e quinta-feira, Gomes participou num debate acerca da segurança alimentar e revelou que a inflação sobre os produtos alimentares anda em torno dos 15,4%.

“Os preços combinados do pão e dos cereais aumentaram 16,6% na área do euro, o aumento mais elevado desde janeiro de 1997. A taxa de variação média mais elevada foi registada na Hungria, seguida da Lituânia, Estónia e Eslováquia”, acrescentou.

De acordo com a Agência Lusa, Isilda Gomes sublinha a urgência de proteger os cidadãos menos favorecidos economicamente utilizando a regulamentação dos mercados.

“Os agricultores e os consumidores europeus necessitam de estabilidade nos preços, teríamos conseguido controlar os preços se a União Europeia tivesse desenvolvido instrumentos sólidos para a regulamentação dos mercados. Não faltam alimentos na Europa, só há especulação”, afirmou.

A autarca referiu ainda a importância dos países se prepararem melhor para futuras crises, incluindo as de caráter biológico e de alterações climáticas.

“Temos de implementar uma visão a longo prazo para avançar para sistemas alimentares mais sustentáveis, reforçando simultaneamente a nossa autonomia e resiliência europeia e regionais, através de um paradigma de desenvolvimento agrícola, que incentive formas de agricultura biodiversas, resilientes, sustentáveis e socialmente justas”, concluiu.


Sabia que o Diário do Distrito também já está no Telegram? Subscreva o canal.
Já viu os nossos novos vídeos/reportagens em parceria com a CNN no YouTube? Inscreva-se no nosso canal!
Siga-nos na nossa página no Facebook! Veja os diretos que realizamos no seu distrito

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *