Distrito SetúbalSetúbal

IPS estuda o impacto da pandemia na voz dos professores

O Instituto Politécnico de Setúbal anunciou esta quinta-feira, dia 06 de maio, a sua colaboração no estudo internacional “Covid-19: impacto das medidas de mitigação da pandemia na voz do professor”.

- publicidade -

A investigação é realizada pela Escola Superior de Saúde do Instituto Politécnico de Setúbal (IPS), sob a coordenação da docente Sónia Lima, em colaboração ativa com a Faculdade de Medicina da Universidade de São Paulo (Brasil), o Departamento da Voz da Sociedade Portuguesa de Terapia da Fala e a Escola Superior de Saúde do Instituto Politécnico do Porto.

Sónia Lima, atual coordenadora do curso de Terapia da Fala no IPS, reforça a ideia de que “as novas realidades de ensino, como o ensino à distância, mas também o presencial, com o uso de medidas de proteção como as máscaras, podem ter trazido novos fatores de risco, sendo importante conhecer efetivamente qual o seu impacto, para que se possam orientar programas de Intervenção e Promoção de Saúde Vocal junto destes profissionais”.

Segundo a mesma, é importante compreender estes riscos iminentes para os professores, uma vez que “são os que têm maior prevalência de disfonia (perturbação da voz)” e que, por este motivo, estão mais frequentemente expostos ao ““risco de desenvolver sintomas vocais como rouquidão, fadiga e dificuldade na projeção vocal”.

Numa tentativa de prevenção e combate a estas situações, o Politécnico apela a todos os professores que queiram colaborar com o seu testemunho, através do preenchimento voluntário de um formulário disponível na página principal do website do IPS.


Artigos Relacionados

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Botão Voltar ao Topo