Parceiros
AlmadaAtualidade

Inquérito do MP Almada e operação da PJ desmantelam armazéns de produção de canábis

A Polícia Judiciária, através da Unidade Nacional de Combate ao Tráfico de Estupefacientes, e num inquérito dirigido pelo Ministério Público de Almada, desencadeou nos últimos dias, uma operação policial visando desmantelar locais de produção indoor de grandes quantidades de canábis.

A operação contou com o apoio do Laboratório de Polícia Científica, e desenvolveu-se no quadro de investigação iniciada em meados do ano de 2021 na sequência da deteção, em território nacional, de encomendas de canábis que estavam a ser enviadas para outros países europeus.


Foram detidas quatro pessoas, três homens e uma mulher, com idades compreendidas entre os 35 e 59 anos, e todos de nacionalidade estrangeira, sobre os quais recaem fortes suspeitas de integrarem uma organização criminosa com implantação em vários países dedicada à produção, exportação e distribuição, em larga escala, deste estupefaciente.

As autoridades apreenderam ainda largos milhares de plantas de Canábis Sativa L em diferentes estados de crescimento, divididas por estufas autonomizadas, e 125kg de droga já pronta para expedição, e que se destinava a ser exportada, maioritariamente para países do norte da Europa.

Os locais de produção, agora desmantelados, funcionavam no interior de armazéns de grandes dimensões, localizados na região da Grande Lisboa e na zona centro do país, sendo que este último se encontrava ainda em fase de instalação.

O local que já se encontrava em produção estava equipado com sofisticados sistemas de controlo de temperatura, humidade, fertilização, rega, ventilação e extração forçada de ar, com filtragem de odores, tudo em ordem a maximizar a capacidade produtiva e a evitar a sua deteção por parte das autoridades.


Sabia que o Diário do Distrito também já está no Telegram? Subscreva o canal.
Já viu os nossos novos vídeos/reportagens em parceria com a CNN no YouTube? Inscreva-se no nosso canal!
Siga-nos na nossa página no Facebook! Veja os diretos que realizamos no seu distrito
Siga-nos no Feedly, carregue em seguir (follow)


Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado.