Covid-19DestaqueMundo

Índio andou doze horas com pai às costas para ser vacinado contra a covid-19

Tawy Zó’é, jovem índio de 24 anos, carregou o seu pai às costas, Wahu Zó’é, de 67, durante seis horas pela Amazónia, Brasil, para o levar até vacinação.

Escreve o Observador que a história é contada por Erik Jennings Simões, médico do povo Zó’é há décadas e responsável pela fotografia (capa do artigo), que em declarações à BBC News Brasil explica que o registo fotográfico foi feito em 22 de janeiro do ano passado, quando os índios receberam a primeira dose da vacina.


O momento emocionou o médico e os profissionais de saúde presentes, “foi cena muito bonita da relação de amor entre eles”. Após a vacinação, o filho voltou a levar o pai até à aldeia, caminhando novamente as seis horas.

Wahu Zó’é não conseguiu caminhar pela floresta devido a um problema crónico grave no trato urinário e, na floresta, ser levado às costas “é o que funciona, porque não há ambulância”, explica o médico.

A fotografia só foi partilhada nas redes sociais na semana passada. O pai de Tawy Zó’é faleceu em setembro, devido a problemas urinários.


Sabia que o Diário do Distrito também já está no Telegram? Subscreva o canal.
Já viu os nossos novos vídeos/reportagens em parceria com a CNN no YouTube? Inscreva-se no nosso canal!
Siga-nos na nossa página no Facebook! Veja os diretos que realizamos no seu distrito
Siga-nos no Feedly, carregue em seguir (follow)


Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado.