AlmadaDistritoDistrito Setúbal

Incrível Almadense esclarece situação do aumento das rendas

publicidade

Depois de várias noticias divulgadas a nível nacional acerca de uma subida das rendas que a Sociedade Filarmónica Incrível Almadense teria de suportar, com uma subida de 13,5 euros para 1300 euros, os responsáveis da colectividade emitiram um comunicado no qual explicam que «desde 1910 que a Incrível Almadense se sedia na Rua Capitão Leitão n.º 3, em edifício arrendado, que é composto pelo n.º 3-A (onde funciona o restaurante Fonte da Pipa); n.º 3-B (entrada do pavilhão gimnodesportivo); 1.º andar (onde funciona secretaria, sala de reuniões euma parte da sede social) e 2.º andar esquerdo (onde funciona sala de ensaios de coro e cavaquinhos e gabinetes da direcção).

Pelo arrendado e até Julho de 2018 a colectividade pagava uma renda de 13,46€» valor acordado entre o antigo senhorio e a colectividade «sob a condição da Incrível Almadense fazer todas as obras de conservação e beneficiação do edifício», o que a colectividade realizou.

Segundo os responsáveis «durante mais de 40 anos, várias Direcções (conforme podem atestar tanto ex como actuais corpos gerentes) tentaram adquirir o edifício» mas o proprietário respondia sempre que «não se preocupem com isso. Vender é complicado porque são muitos herdeiros. Fiquem descansados que não há problema nenhum.»

Falecido o antigo proprietário, os herdeiros procederam à actualização extraordinária de rendas, a partir de Agosto de 2018.

«Até ser fixado o valor actual, ainda se agendaram reuniões com os actuais senhorios, pois relativamente ao 1.º andar e ao r/c 3-B há divergência e discordância de áreas em virtude dos senhorios considerarem ser sua uma área com cerca de 70m2 e que a Incrível considera ser de sua propriedade, estando a fazer-se um levantamento de documentação com vista à comprovação de que aquela área nos pertence, o que influencia, consequentemente, o valor das rendas ora fixado em 1367,45€» refere o comunicado.

«Sendo incomportável o pagamento desta renda mensal, a Incrível Almadense tentou chegar a acordo com os actuais senhorios no sentido de entregar o 2.º andar esquerdo e pagar um valor mais reduzido pelos restantes espaços e comportável financeiramente para a colectividade – 600€ – responsabilizando-se, ainda, por realizar todas as obras que fossem necessárias, como o tem feito até à presente data. Contudo, não se chegou a acordo nesse sentido.»

De forma a reduzir a despesa, a Incrível Almadense opta «pela entrega do 2.º Esq. ao senhorio e criar condições para rentabilizar outros espaços de sua propriedade, nomeadamente o Salão de Festas e o pavilhão gimnodesportivo.»

A direcção recorreu ainda ao «apoio autárquico. Ao contrário do que se tem comentado nas redes sociais, o nosso pedido de apoio não se prende com o pagamento de rendas, nem isso faria qualquer sentido, pois os apoios da autarquia não se destinam ao pagamento de despesas correntes mas sim ao desenvolvimento de actividades e criação de condições estruturais para aquele mesmo desenvolvimento.»

O comunicado explica também as necessidades ao nível de obras dos imóveis e apresenta as contas anuais da colectividade, que pode consultar aqui.

Artigos Relacionados

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Botão Voltar ao Topo

Permita anúncios

Detetámos que utiliza um bloqueador de anúncios.
Apoie o jornalismo sério e considere desativá-lo para o nosso site.
Saiba como desactivar: carregue aqui