Opinião

Incompatibilidades?

Uma crónica da inteira responsabilidade de João Garrett Condelipes

- publicidade -

A ex-líder da JS, a parlamentar Jamila Madeira, desde abril a dezembro 2022, como vice da bancada Socialista, acumulou outros cargos profissionais, auferindo um valor mensal de cerca de 11.000€, no total acumulado, incompatibilidades? Depois de 9 meses de remuneração, se tudo estava em conformidade com a lei, porquê a suspensão de funções agora?

Fonte: Sic Notícias

Corria o ano de 2015, e sem vencer as eleições, Costa aliado com o Bloco e PCP, impõe-se como Primeiro-Ministro, afirmando à época, que ira acabar com a precariedade na educação. Passados 7 anos de governação, e atualmente com maioria absoluta, Costa mentiu claramente à classe. Estou naturalmente solidário com as reivindicações dos professores, nas próximas eleições, tenham memória, o PS de braço dado com extrema esquerda, viabilizaram os orçamentos Socialistas. Os 3 partidos são os únicos responsáveis pela falta de investimento e condições sem dignidade e evolução salarial estagnada, para os professores conseguirem continuar a desempenhar as funções, pelas quais, estamos a moldar os adultos do amanhã.

O Secretário de Estado das Comunidades, Paulo Cafôfo, e ex-presidente da Câmara Municipal do Funchal, é suspeito de vários crimes de abuso de poder no mandato em que esteve à frente do Município madeirense.

O Secretário de Estado do Desporto foi buscar para o governo mais um cérebro de inteligência incontestável, Simão Pedro Couto Moreira. Este vai auferir 3.732,76€ brutos, como adjunto, qual a premissa para ocupar a vaga, uma vasta e larga experiência profissional? Naturalmente que não, o ponto, é que estamos a falar do líder da Juventude Socialista da Trofa, méritos reconhecidos, ponto!

Medina, continua a aumentar o portefólio, é novamente suspeito, de corrupção no seu mandato, enquanto edil da capital.

Fonte: CNN

Na TAP, depois do escândalo nacional, com a indemnização de Alexandra Reis, que terminou com a sua demissão do governo. Foi em choque, que o país tomou conhecimento de Teresa Lopes, a administradora que saiu da TAP com mais de 1.000.000€ em indemnização. Aumentos para os pensionistas, divergência de prioridades, ou incompatibilidades?

À boa maneira, de uma verdadeira república Socialista, a nacionalizada TAP, tornou público que doravante, se recusa a publicar anteriores, ou futuras indemnizações a ex-Administradores, pois claro, certamente devido a incompatibilidades?


Sabia que o Diário do Distrito também já está no Telegram? Subscreva o canal.
Já viu os nossos novos vídeos/reportagens em parceria com a CNN no YouTube? Inscreva-se no nosso canal!
Siga-nos na nossa página no Facebook! Veja os diretos que realizamos no seu distrito

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *