Atualidade

Incendiária florestal internada em psiquiatria de unidade hospitalar

Acusada de crimes de fogo posto foi internada no serviço de psiquiatria

publicidade

Uma mulher de 42 anos de idade, doméstica, foi identificada e constituída arguida como presumível autora de seis incêndios florestais ocorridos no passado dia 7 de Setembro, em Campelo, Baião.

 O fogo terá sido provocado com recurso a isqueiro, em zona de matos e carvalhos, num aparente quadro depressivo profundo e de dependência de álcool.

Na sequência da emissão do mandado de condução, a mulher foi internada no serviço de psiquiatria de unidade hospitalar, por tempo ainda não especificado.

A operação esteve a cargo da Polícia Judiciária, através da Diretoria do Norte, com a colaboração da GNR – Posto Territorial de Baião.

Artigos Relacionados

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Botão Voltar ao Topo

Permita anúncios

Detetámos que utiliza um bloqueador de anúncios.
Apoie o jornalismo sério e considere desativá-lo para o nosso site.
Saiba como desactivar: carregue aqui