IL Setúbal preocupado com encerramento da urgência obstétrica do Hospital S. Bernardo

A Iniciativa Liberal Setúbal considera preocupante o possível encerramento da urgência obstétrica do Hospital de S. Bernardo, em Setúbal.

0
132
Tempo de Leitura: < 1 minuto

A Iniciativa Liberal Setúbal considera preocupante o possível encerramento da urgência obstétrica do Hospital de S. Bernardo, em Setúbal.

O partido refere em comunicado «que é inaceitável que a capital do distrito não tenha em funcionamento, 24 horas por dia, uma urgência obstétrica.

Esta situação é fruto de um desinvestimento no Serviço Nacional de Saúde, que só é possível devido a um Orçamento de Estado aprovado no parlamento pelos partidos da esquerda PS, PCP, BE e PAN.»

No comunicado enviado às redações, é ainda referido que «o deputado da Iniciativa Liberal, João Cotrim de Figueiredo, chamou a atenção para esta situação no dia 21 de Fevereiro no Parlamento e recordou a proposta apresentada, no âmbito do Orçamento de Estado, que defendia o alargamento do Siga SNS ao sector social e privado com objectivo de melhorar o acesso dos portugueses a consultas de especialidade hospitalar e exames e assim reduzir as listas de espera.

Uma proposta chumbada por PS, PCP, BE e PAN e que defendia que os doentes em lista de espera pudessem recorrer a hospitais privados e do sector social quando os hospitais do Serviço Nacional de Saúde não tenham capacidade de resposta em tempo útil.

Para a Iniciativa Liberal a saúde das pessoas que vivem no distrito de Setúbal não pode estar refém de ideologias ou das cativações do Ministro Mário Centeno.»

DEIXE UMA RESPOSTA

Insira o seu comentário
Nome