Atualidade

Hospital Garcia de Orta não considera fecho do serviço de urgência geral

- publicidade -

O Hospital Garcia de Orta (HGO), em Almada, esclareceu hoje que ‘não considera’ o encerramento do Serviço de Urgência Geral, apesar dos constrangimentos decorrentes do atual contexto de pandemia.

Em causa está um alerta lançado pelo Sindicato Independente dos Médicos de que o Serviço de Urgência Geral do hospital pode entrar em rotura a curto prazo, conforme o Diário do Distrito noticiou.

Numa nota enviada à agência Lusa, o Hospital Garcia de Orta assegura que «continua a trabalhar para prestar os melhores serviços à população, mesmo neste difícil contexto pandémico, no respeito pelos níveis de qualidade e segurança estabelecidos.

As necessidades provocadas pela covid-19 obrigaram a uma rápida adaptação da capacidade de prestação de serviços pelo HGO, com a reafectação de recursos, com efeitos entre os seus profissionais, por exemplo, nos limites estabelecidos para a realização de trabalho extraordinário ou suplementar.»

Segundo o comunicado, foi também necessária «a uma reestruturação dos projetos de beneficiação das instalações, em função das novas necessidades e da situação de exceção vivida, que se mantém».

Mas, apesar dos constrangimentos decorrentes do atual contexto de pandemia, o Hospital Garcia de Orta afirma que «não considera o encerramento do Serviço de Urgência Geral».

Artigos Relacionados

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Botão Voltar ao Topo