Parceiros
AtualidadeLisboa

Homicida da Mata de Alvalade considerado ‘inimputável perigoso’ pelo Ministério Público

- publicidade -

O homem que foi detido após ter agredido com uma pedra da calçada um homem de 78 anos na freguesia de Alvalade, no Parque José Gomes Ferreira, conhecido como Mata de Alvalade, a 14 de fevereiro de 2021, foi considerado como ‘inimputável perigoso’ pelo Ministério Público de Lisboa.

De acordo com a acusação, «o arguido (de 26 anos de idade) agrediu com uma pedra da calçada, em três momentos e com agressividade crescente, a vítima que passeava ao fim da tarde no Parque José Gomes Ferreira.

Em consequência desta atuação, a vítima sofreu múltiplos ferimentos, tendo morrido devido a lesões crânio-encefálicas e faciais. O arguido apropriou-se ainda do relógio do ofendido.»

O Ministério Público deduziu acusação contra este arguido, como inimputável perigoso, por um crime de homicídio e de um crime de roubo.

Atendendo a que o arguido padece de doença mental, encontrando-se à data dos factos sem tratamento, o Ministério Público requereu que o arguido fosse declarado inimputável devendo ser-lhe aplicada uma medida de segurança a ocorrer em estabelecimento psiquiátrico.

O arguido encontra-se em prisão preventiva em hospital prisional, à ordem de outro processo por ofensas à integridade física qualificada, também contra um homem, tendo o Ministério Público promovido que, caso seja restituído à liberdade, lhe seja aplicada a medida de internamento preventivo.

A investigação foi dirigida pelo DIAP de Lisboa (11ª Secção), com a coadjuvação da PJ.


Sondagem | Tem condições para acolher refugiados ucranianos em sua casa?
VOTE AQUI!
Sabia que o Diário do Distrito também já está no Telegram? Subscreva o canal.
Já viu os nossos novos vídeos/reportagens no YouTube? Inscreva-se no nosso canal!
Siga-nos na nossa página no Facebook! Veja os diretos que realizamos no seu distrito

Escreva um comentário