Seixal

Homem proibido de permanecer no concelho do Seixal por violência doméstica

- publicidade -

Um homem foi presente a primeiro interrogatório judicial no Tribunal do Seixal, indiciado pela prática de um crime de violência doméstica e de um crime de resistência e coação sobre funcionário.

Após interrogatório, foram aplicadas ao arguido as medidas de coação de proibição de contactos por qualquer meio com a vítima, proibição de aquisição ou detenção de quaisquer armas e proibição de permanecer no Concelho do Seixal.

Foi ainda determinado que o arguido se dirigisse à habitação acompanhado pelos agentes da PSP a fim de proceder à retirada dos seus pertences.

O homem está acusado de agredir a companheira, com quem vivia em união de facto há cerca de cinco meses. Segundo o Ministério Público apurou, no último mês a convivência entre o casal agravou-se com discussões frequentes, tendo o arguido agredido a vítima várias vezes, a última das quais no passado domingo.

A PSP foi chamada ao local, tendo o arguido nessa altura tentado agarrar a ofendida e proferido várias ameaças contra esta e contra os agentes, que acabaram por detê-lo.

A investigação prossegue sob direção do Ministério Público do Seixal do DIAP da Comarca de Lisboa, com a coadjuvação da PSP.

Artigos Relacionados

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Botão Voltar ao Topo