Parceiros
Mundo

Homem detido na Rússia por usar ténis com cores ‘subversivas’

- publicidade -

Desde que a Rússia invadiu a Ucrânia têm vindo a multiplicar-se as histórias de detenções e de repressão da Federação Russa aos habitantes que se atrevem a protestar contra a decisão de Putin.

E mesmo aqueles que não o fazem directamente não estão isentos de se serem detidos, como já aconteceu aos clientes de uma livraria que as autoridades russas consideraram vender livros subversivos.

A história agora é sobre um par de sapatos, mais propriamente um par de ténis, cujo proprietário, um homem de 40 anos, foi detido a 6 de Março no centro de Moscovo, acusado de realizar um protesto não autorizado, conforme contou ao jornal ‘The Insider’ o advogado Ilya Utkin.

«A polícia considerou o calçado como ‘um meio de agitação’. O meu cliente estava num centro comercial de Moscovo, às compras com a mulher e a filha, e acabou detido na Praça Teatralnaya.»

O homem foi depois levado para o Departamento de Assuntos Internos em Lianozovo, onde lhe foi levantado o auto de ocorrência «nos termos da alínea 5 do Artigo 20.2 do Código Penal (inobservância das regras para a organização de uma manifestação), com acusações de que este estaria a gritar palavras de ordem com um grupo de pessoas que realizava uma manifestação não autorizada».

Presente a tribunal, foi multado em 10.000 rublos, mas o homem e o advogado já anunciaram que vão recorrer da sentença.

Para Ilya Utkin a detenção ocorreu pelo facto do homem ter calçados um par de ténis com as cores da bandeira ucraniana, o azul e amarelo, negando o mesmo ter participado em qualquer manifestação.


Sondagem | Tem condições para acolher refugiados ucranianos em sua casa?
VOTE AQUI!
Sabia que o Diário do Distrito também já está no Telegram? Subscreva o canal.
Já viu os nossos novos vídeos/reportagens no YouTube? Inscreva-se no nosso canal!
Siga-nos na nossa página no Facebook! Veja os diretos que realizamos no seu distrito

Escreva um comentário