Cantinho da Bicharada

Homem que atirou cão ao rio Arade argumenta que animal se tornou agressivo

- publicidade -

O homem que atirou ao rio Arede, Lagoa um cão de raça bull terrier, alegou que o animal se tornou agressivo após o nascimento de um bebé.

O homem já foi identificado e constituído arguido pelas autoridades, foi também identificado nas redes sociais, assim como a companheira, que terá referido em conversas, o facto de o proprietário do animal ter combinado com um familiar, o macabro acto, que teve lugar durante a madrugada da passada terça-feira.

O cão foi atirado com vida ao rio, com dois tijolos amarrados à coleira, e no desespero de salvar a vida, o animal desgastou as unhas e feriu-se ao tentar subir o muro que circunda o rio.

Os tutores do animal alegam que o mesmo os teria atacado após o nascimento de um bebé e que esta foi «a única solução», mas não há quaisquer registos de terem procurado ajuda com clínicas veterinárias ou até associações de apoio a animais, ou de terem tentado uma adopção do cão.

Foi a GNR de Lagoa e a Polícia Marítima, alertada por populares, que fizeram a recolha do cadáver e a identificação do tutor, conforme noticiou o Diário do Distrito.


Artigos Relacionados

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Botão Voltar ao Topo