BarreiroDesporto
Em Destaque

Histórico clube Fabril do Barreiro volta a ser CUF

Sócios decidiram repor o antigo nome

- publicidade -

Os sócios do clube Fabril da cidade do Barreiro, este sábado em Assembleia Geral, propuseram a alteração de nome do clube, para voltar às origens e tornar a designar-se por CUF, como informou à agência Lusa o atual presidente, Faustino Mestre.

O clube, que já foi também designado por Quimigal, entre 1977 e 2000, volta, agora, a ser conhecido pelo nome original e que colocou o clube nas bocas do país.

“O nome é Clube União Fabril. Agora, se nos quiserem chamar CUF, nós agradecemos. Foi uma vontade de um grupo de sócios que contactou a direção e prometi levar o assunto a Assembleia Geral”, como revelou o atual dirigente.

Existiam duas propostas de alteração, “a manutenção da designação Grupo Desportivo Fabril ou as designações Clube União de Futebol ou Clube União Fabril”.

Por maioria, ganhou a última. Segundo o dirigente do clube, a única coisa que pode impedir a mudança de nome é “o Instituto Nacional de Propriedade Industrial dizer, eventualmente, que o nome não está disponível”. “Creio que foi a melhor solução. O nome de Fabril continua a estar presente, o que tem tudo a ver com a conotação operária que esta casa sempre teve”.

As questões relativas à alteração do nome do clube já são antigas e como referiu anteriormente Faustino Mestre, os atrasos devem-se à oposição do Grupo Mello, que em abril notificou o clube de que “não autorizam a mudança”, através de “uma carta da CUF Saúde”.

A polémica não é apenas uma, e Faustino Mestre, promete exigir a devolução de “um busto de Alfredo da Silva”, fundador da CUF, que “o Grupo Mello tem em seu poder indevidamente”. “É um busto que esteve sempre em frente à nossa sede e que o Grupo Mello usurpou indevidamente. Foi feito por subscrição pública, pago pelos sócios e operários para oferecer ao Grupo Desportivo da CUF e vamos fazer tudo na justiça para o recuperar”.

No campeonato português, o clube está no quarto escalão competitivo do futebol português, e segundo o dirigent, o CUF “vai prosseguir o seu caminho” de recuperação face ao passado.

Faustino Mestre revelou ainda que tem “várias ofertas de investidores”, contudo vai ter “cuidado extremo se vier a constituir uma SAD, que já está aprovada em assembleia geral”.

Este dirigente desportivo, garante querer o melhor para o clube e afirmou “não quero juntar o nome do CUF com os do Cova da Piedade, Olímpico do Montijo, Amora, Pinhalnovense e Vitória de Setúbal, cinco SAD constituídas no distrito de Setúbal que estão todas falidas. Para seguir esse caminho, têm de esperar que eu saia e podem contar comigo a fazer barulho nas assembleias gerais, como sócio”.


Sabia que o Diário do Distrito também já está no Telegram? Subscreva o canal.
Já viu os nossos novos vídeos/reportagens em parceria com a CNN no YouTube? Inscreva-se no nosso canal!
Siga-nos na nossa página no Facebook! Veja os diretos que realizamos no seu distrito
Siga-nos no Feedly, carregue em seguir (follow)

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *