Grupos de distribuição alimentar acusados de concertarem preços

publicidadeGearbest Alfawise V8S Max UV Sterilization + Disinfectant Disinfection Wet and Dry Robot Vacuum Cleaner promotion
Tempo de Leitura: < 1 minuto

A Autoridade da Concorrência (AdC) acusou este sábado seis grupos de distribuição alimentar e dois distribuidores de bebidas de concertarem preços de venda de produtos ao público, em prejuízo dos consumidores.

Em comunicado a entidade referiu que após a investigação, concluiu que «existem indícios de que os grupos Modelo Continente, Pingo Doce e Auchan utilizaram o relacionamento comercial com os fornecedores Sumol+Compal e Sogrape para alinharem os preços de venda ao público».

Segundo a investigação da AdC, os comportamentos desenvolveram-se entre 2002 e 2017, no caso da Sumol+Compal e entre 2006 e 2017, no caso da Sogrape.

A Lidl também é visada da acusação, no caso de bebidas não-alcoólicas, e, no caso de bebidas alcólicas, a AdC disse que estiveram envolvidas o Intermarché e o E-Leclerc.

Estão também visados individualmente, dois administradores e dois diretores de cada um dos fornecedores, Sumol+Compal e Sogrape.

«A confirmar-se, a conduta em causa é muito grave» refere ainda a nota. «Trata-se de um novo caso de ‘hub-and-spoke’, em que os distribuidores recorrem a contactos bilaterais com o fornecedor para promover ou garantir, através deste, que todos praticam o mesmo preço de venda ao público no mercado retalhista».

A AdC tem atualmente dez investigações no setor da grande distribuição alimentar, algumas das quais se encontram em segredo de justiça.

publicidade

DEIXE UMA RESPOSTA

Insira o seu comentário
Nome