Economia

Grupo Águas de Portugal apresentou estratégia para os próximos anos

publicidade

O Grupo Águas de Portugal, de que a SIMARSUL faz parte, apresentou a sua estratégia para reforçar a capacidade de resposta à dinâmica associada às alterações climáticas, à descarbonização, à transformação digital e à economia circular nos próximos anos.

O encontro online com transmissão em direto, contou com a participação do ministro do Ambiente e Ação Climática, João Pedro Matos Fernandes e da secretária de Estado do Ambiente, Inês Costa.

O Quadro Estratégico de Compromisso do Grupo Águas de Portugal foi construído a partir de 500 contributos que pretendem dar respostas a 12 desafios nas áreas de governação, excelência de serviço e utilidade social e foi elaborado, segundo a empresa, «num processo coletivo e participativo, que decorreu entre agosto e setembro de 2020 num processo coletivo, envolvendo 3.300 trabalhadores de todas as suas empresas».

Reforçar a capacidade de resposta à dinâmica associada às alterações climáticas, à descarbonização, à transformação digital e à economia circular é o objetivo do Quadro Estratégico de Compromisso do Grupo Águas de Portugal.

Para o Grupo Águas de Portugal «este é um alinhamento e mobilização coletiva no sentido de acrescentar utilidade social, corresponder às exigências ambientais, obter ganhos de eficiência e superar os padrões de qualidade no âmbito dos serviços de abastecimento de água e de tratamento de águas residuais, que são essenciais ao bem-estar, à saúde pública, ao ambiente, à economia e ao desenvolvimento sustentável».

José Furtado, presidente do Conselho de Administração da Águas de Portugal, sublinhou que «pelo impacto que temos na vida dos portugueses, cabe-nos um dever acrescido de transparência na divulgação pública da estratégia e da prestação de contas.

Este compromisso coletivo tornará o Grupo Águas de Portugal mais coeso, mais robusto e de maior utilidade social.

Decidimos estruturar a abordagem estratégica em três eixos, procurando interpretar as expectativas dos principais stakeholders, no intuito de nos podermos posicionar para elevar o correspondente índice de satisfação. Fixámos o foco nas Pessoas e na Organização, no Cliente e Utilizador e no Ambiente e na Sociedade», detalhou José Furtado na apresentação da estratégia.

A Secretária de Estado do Ambiente, Inês Costa, destacou o papel incontornável da Águas de Portugal na prestação dos serviços de abastecimento e saneamento de águas residuais, agradecendo o trabalho desenvolvido pelas empresas do Grupo e os seus trabalhadores nesta fase de pandemia, mantendo a atividade e garantindo a segurança do serviço e saúde pública.

O Ministro do Ambiente e Ação Climática encerrou este webinar, aproveitando a ocasião para sublinhar a importância da água e do papel do Grupo Águas de Portugal no setor e destacando a importância da melhoria contínua na eficiência do serviço. João Pedro Matos Fernandes sublinhou ainda os desafios, sobretudo a escassez de água, mais relevante no sul do país, referindo a importância das atividades de sensibilização para o uso parcimonioso do recurso e a produção de água para reutilização em atividades como a agricultura, a limpeza urbana e outras.

Fonte: Simarsul  

Artigos Relacionados

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Botão Voltar ao Topo

Permita anúncios

Detetámos que utiliza um bloqueador de anúncios.
Apoie o jornalismo sério e considere desativá-lo para o nosso site.
Saiba como desactivar: carregue aqui